contribuições multidisciplinares...
comentar
publicado por carlanela, em 12.11.08 às 21:36link do post | adicionar aos favoritos

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

"A eutanásia inclui sempre o acto de provocar a morte numa pessoa gravemente doente, no fim da sua vida, e a pedido desta. Os seus defensores dizem que é uma resposta a reservar apenas para situações excepcionais.
A eutanásia não é a recusa de tratamentos desproporcionados, ditos fúteis, e a eutanásia não é a suspensão desse tratamentos. Com efeito, a recusa ou suspensão de tratamentos desproporcionados é uma boa prática médica, já recomendada e aprovada recentemente em código deontológico." ...

 

"Só pode haver debate sobre um tema se houver conhecimento alargado sobre ele. Importa, pois, colocar toda a informação disponível ao serviço do público, com rigor e verdade, evitando abordagens sensasionalistas.."

 

Isabel Galriça Neto
Médica de Cuidados Paliativos;
Directora da Unidade de CP Hospital da Luz;
Assistente da Faculdade de Medicina de Lisboa
 

http://www.apcp.com.pt/index.php?sc=vis&id=353&cod=83

 

Como referi em comentario ao post Cuidados Paliativos: Apelo à conciencia e clarificação de conceitos. Falar do que se tem conhecimento é IMPORTANTE, por isso convido a ler conceitos e distingui-los http://www.apcp.com.pt/uploads/conceitos_gerais_morte_digna_e_eutanasia.pdf

 

No caso abaixo apresentado, parece-me que há alguma deturpação de mensagem: a criança nunca pediu para a "matarem" (eutanasia) mas sim, para a deixarem viver sem ter de fazer transplante (decisão terapeutica). NÃO COLOCAR TUDO NO MESMO SACO.

 

Se por ter 13 anos, deve decidir ou nao!? Nao sei responder... sei que independentemente da decisão...um direito lhe assite, que é Medicina Paliativa...

 


comentar
publicado por carlanela, em 09.11.08 às 23:45link do post | adicionar aos favoritos

"Cuidados Paliativos são os cuidados activos e integrais prestados, por equipa multidisciplinar, aos doentes e sua família, em situação de doença avançada, incurável e progressiva e/ou com intenso sofrimento, com vista à redução e prevenção do mesmo. Procuram atender às necessidades físicas, psicológicas, sociais e espirituais e estendem-se ao suporte no luto."

(adaptado de Organização Mundial de Saúde OMS 2002 e do Programa Nacional de Cuidados Paliativos PNCP 2004).

Venho-vos falar de Cuidados paliativos pois penso ser um tema que deve entrar em discussão de uma forma activa, já que um estudo de opinião recente e pioneiro, de âmbito nacional, promovido pela Associação Portuguesa de Cuidados Paliativos, revelou que apenas 1/3 dos portugueses sabe o que são o que são os cuidados paliativos.

Que Impacto tem esta questão no social? Que conceito saberá o social?

   

 

 

 


pesquisar
 
A Nosso Lado...
Correio Electrónico oestadodosocial(at)gmail.com

Receba os Posts no seu E-mail clique aqui
Novembro 2008
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
15

16
17
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30


arquivo das contribuições
2008

subscrever feeds